Nós avaliamos VPNs de forma independente mas podemos receber comissões se você adquirir uma VPN usando nossos links.

Melhores VPNs grátis e pagas para a China

Podium Rankings for Best VPN

Simon Migliano é um especialista em VPNs reconhecido mundialmente. Ele já testou centenas de serviços de VPN e suas pesquisas foram apresentadas na BBC, no New York Times e outros.

Verificado por JP JonesTestes adicionais por Alyx Morley

O Grande Firewall da China (GFW) bloqueia cerca de 300.000 domínios web e a maior parte do tráfego web. Apenas as melhores VPNs para a China contornam esses bloqueios ao usar tecnologia avançada de ofuscação para camuflar o tráfego.

Qual é a melhor VPN para a China em 2024?

Confira nossa classificação mais recente das melhores VPNs grátis e pagas para usar na China:

  1. Astrill VPN: a melhor VPN para a China (taxa de sucesso de 100%)
  2. Hide.me: VPN mais rápida para a China (taxa de sucesso de 84%)
  3. PrivateVPN: melhor VPN barata para a China (taxa de sucesso de 82%)
  4. Windscribe Grátis: melhor VPN grátis para a China (taxa de sucesso de 85%)

A melhor VPN para usar na China em 2024 é a Astrill. Nos últimos 12 meses de testes, a VPN nunca falhou para contornar o Grande Firewall e desbloquear sites estrangeiros na China. A Astrill inclui servidores que contornam a censura na China, servidores em países próximos para oferecer velocidades VPN mais altas e protocolos de ofuscação avançados.

Após testarmos 65 VPNs com o nosso servidor em Xangai, podemos confirmar que as VPNs que recomendamos ainda funcionam de forma estável na China continental. Elas desbloquearam, com sucesso, o Google, Instagram e outros aplicativos e sites populares.

Comparativo das melhores VPNs para a China

Use a tabela abaixo para comparar as VPNs para a China mais eficazes com base na estabilidade do serviço, recursos de ofuscação, preço e outros fatores:

*A porcentagem é representativa do desempenho durante o ano passado.

As recomendações da lista foram selecionadas após anos de teste de VPNs para usar na China. São as opções mais confiáveis do mercado, que funcionam de forma estável para desbloquear sites na China de forma rápida e segura.

CONSELHO DE MESTRE: lembre-se de baixar sua VPN antes de viajar para a China. A maioria dos sites de VPNs estão bloqueados na China e aplicativos seguros de VPN são bloqueados nas lojas de aplicativos no país.

Por que confiar em nós?

Somos completamente independentes e avaliamos VPNs desde 2016. Nossas notas são calculadas a partir de testes próprios, sem a influência de incentivos financeiros. Saiba quem somos e como testamos VPNs.

VPNs testadas na China65
Localização de servidor de testeXangai
Testes de VPN para acesso à China10,000+

Análise das melhores VPNs que funcionam na China

  1. 1. Astrill VPN: melhor VPN para a China

    Taxa de sucesso na China de 100%. Nossa VPN para a China melhor avaliada com uma taxa de evasão de censura de 100% e ofuscação eficaz.

    VPN n. 1 de 65 para a China

    • Protocolo VPN Stealth para evadir os censores
    • Servidores VPN otimizados para a China
    • Servidores VPN próximos na Ásia e com boas velocidades
    • Kill Switch e sem vazamentos de IP, DNS e WebRTC
    • Aceita pagamentos anônimos por Monero
    • Relativamente fácil de configurar e usar

    • Teste grátis indisponível para usuários na China
    • Sem política de reembolso
    • Chat ao vivo nem sempre funciona
    • Mais cara que a concorrência
    • Sem extensões de navegador

    Nota geral para a China: 9,7/10

    A nota geral é calculada a partir das notas das categorias a seguir. Para saber mais, leia nossa metodologia de testes para VPNs para a China.

    • 10/10
    • 9,8/10
    • 8,3/10
    • 7,8/10
    • 9,6/10

    A Astrill VPN é, sem sombra de dúvida, a melhor VPN para a China. Durante os nossos testes nos últimos 12 meses, ela nunca falhou na hora de contornar o Grande Firewall e desbloquear sites internacionais. Ela oferece dois protocolos Stealth, servidores VPN em países próximos como em Hong Kong e Japão, além de criptografia AES-256.

    Servidores especiais “SuperCharged” são disponibilizados para oferecer as melhores velocidades o possível e a política de log é boa o suficiente para proteger a privacidade de usuários.

    Usamos a Astrill semanalmente no nosso desktop em Xangai para desbloquear sites VPN e instalar software VPN censurado pelo Grande Firewall. É rápida, segura e avançada o suficiente para instalar software novo na China.

    A principal desvantagem é o preço alto em comparação à concorrência. No entanto, na nossa experiência, vale a pena pagar por um acesso completo à internet em um país com censura online rigorosa.

    Aplicativo de desktop Astrill VPN

    Funciona na China?Sim
    Menor preçoR$ 65,04/mês por dois anos Ver todos os planos
    Vazamento de dadosNão
    Política de logAlguns logs de usuários
    JurisdiçãoLiechtenstein
    Compatível com
    1. windowsWindows
    2. macosMac OS
    3. iosiOS
    4. androidAndroid
    5. linuxLinux

    Dois protocolos Stealth para uma estabilidade completa na China

    A Astrill conta com dois protocolos Stealth, ambos eficazes para contornar os bloqueios web chineses. Um desses métodos de ofuscação é um protocolo VPN e o outro é um proxy.

    Por usar dois métodos, a Astrill teve um desempenho consistentemente melhor que outras VPNs testadas no nosso servidor de Xangai. A Astrill funcionou na China 100% das vezes que a testamos nos últimos 12 meses, mais do que qualquer outra VPN.

    Servidores próximos em Hong Kong, Japão e outras localidades

    A Astrill também oferece servidores próximos na Ásia, incluindo Hong Kong, Japão e Coreia do Sul. Ela conta com servidores próximos na Costa Oeste dos EUA, incluindo em Los Angeles, São Francisco e San Jose.

    O cliente macOS da Astrill, buscando por servidores otimizados para Hong Kong e a China.

    A Astrill oferece cinco servidores em cidades em Hong Kong e diversos servidores nos EUA “otimizados para a China”.

    As velocidades são boas, com uma média de 92Mbps em uma conexão local, ainda que sejam mais lentas que as de outras rivais como a Windscribe e a StrongVPN. A velocidade melhora na China quando você se conecta aos servidores rotulados “SuperCharged”.

    A Astrill é dona de todos os seus servidores DNS, o que significa que não há possibilidade do tráfego ser roteado por servidores terceiros menos seguros. Todas as conexões são protegidas com criptografia AES-256.

    Se a VPN em si falhar (o que é improvável), a Astrill oferece um proxy simples, como um último recurso para evadir os censores.

    Política de log controversa e falta de suporte ao cliente

    A Astrill conta com algumas desvantagens no seu uso geral, mas nenhum dos seus pontos fracos são sérios o suficiente para se sobreporem à habilidade dela de desbloquear sites na China.

    Primeiramente, a VPN coleta alguns logs, incluindo tempo de conexão, endereço IP, tipo de dispositivo e versão do aplicativo VPN.

    Eles são armazenados durante a sessão VPN, de forma similar à Hide.me. Quando a sessão se encerra, os logs de conexão são eliminados.

    Você pode usar a Astrill VPN no Microsoft Windows, macOS, iOS e Android, mas os aplicativos móveis não contam com vários dos recursos avançados de segurança do software para computadores. Ela também não disponibiliza extensões para navegadores.

    Infelizmente, você não consegue acessar o teste grátis da Astrill da China e não há uma política de reembolso. Por isso, tenha certeza de que quer mesmo a Astrill antes de adquiri-la.

    Como usar a Astrill VPN na China

    A Astrill VPN não é o aplicativo mais bonito que já vimos, mas usuários avançados irão gostar do nível de customização oferecido.

    Nos nossos testes, a Astrill desbloqueou a Netflix e o Instagram na China.

    Veja como usar a Astrill VPN na China:

    1. Selecione StealthVPN no menu suspenso de configurações antes de se conectar.
    2. Agora selecione um servidor identificado como Supercharged para obter as melhores velocidades na China.
    3. Caso isso não funcione, experimente usar o protocolo OpenWeb e o servidor de Kansas otimizado para a China.
    4. A última opção é selecionar Configurações de proxy e tentar se conectar usando um proxy HTTP. Não oferece criptografia completa, por isso você só deve utilizar esse método em último caso.

    A Astrill VPN é a melhor VPN para a China. Sempre que atualizamos nossos aplicativos VPN no nosso desktop remoto em Xangai, usamos a Astrill para baixar as novas versões. Ela é rápida, segura e avançada o suficiente para instalar software sem problemas.

    A principal desvantagem da Astrill VPN, no entanto, é o preço. É uma das VPNs mais caras. Contudo, acreditamos que esse é um investimento que vale a pena para não ter dor de cabeça na China.

  2. 2. Hide.me: VPN mais rápida na China

    Taxa de sucesso de 84%. A VPN mais rápida em conexão fora da China com servidores Multi-Hop exclusivos para contornar o Grande Firewall.

    • Servidores personalizados e Multi-Hop para contornar o Grande Firewall
    • Kill Switch eficaz que funciona em todos os dispositivos
    • Aceita pagamentos anônimos pelo Monero e outras criptomoedas
    • Suporte bem-informado e rápido

    • Configuração complicada
    • Aplicativo trava aleatoriamente
    • Versão grátis não funciona tão bem quanto a versão paga na China

    Nota geral para a China: 8,6/10

    A nota geral é calculada a partir das notas das categorias a seguir. Para saber mais, leia nossa metodologia de testes para VPNs para a China.

    • 8,4/10
    • 9,5/10
    • 8,9/10
    • 9,8/10
    • 8,2/10

    A Hide.me é uma VPN privada que apresentou uma taxa de evasão de censura impressionante de 84% no último ano na China. É uma das VPNs mais rápidas que já testamos, mesmo em conexões de longa-distância.

    A ofuscação da Hide.me é muito eficaz para contornar o Grande Firewall, mas é mais adequada a usuários avançados por exigir uma configuração manual complexa.

    Também tem o melhor Kill Switch de VPN entre as principais VPNs para a China. Ele consegue bloquear sua conexão VPN, em qualquer dispositivo, caso se desconecte ou troque de servidor.

    Hide.me VPN no Windows

    Funciona na China?Sim
    Menor preçoR$ 17,95/mês por 26 meses Ver todos os planos
    Vazamento de dadosNão
    Política de logSem dados identificadores
    JurisdiçãoMalásia (paraíso de privacidade)
    Compatível com
    1. windowsWindows
    2. macosMac OS
    3. iosiOS
    4. androidAndroid
    5. linuxLinux

    Recursos avançados e diversos protocolos

    A Hide.me oferece criptografia AES-256 e um Kill Switch seguro, que impede que seu endereço IP vaze em todos os dispositivos. O Kill Switch da Hide.me é um dos melhores que testamos. Ainda que não seja tão bom quanto o da PIA, ele ainda mantém seu endereço IP ocultado na China.

    A Hide.me também oferece uma ampla seleção de protocolos, incluindo o OpenVPN, WireGuard, IKEv2, SoftEther e SSTP. E o que é melhor: todos esses protocolos estão disponíveis em aplicativos desktop e móveis.

    A seleção de protocolos da Hide.me é muito melhor que a da PrivateVPN, que oferece apenas OpenVPN e IKEv2. Caso esteja na China, é importante ter ao menos duas opções de protocolo para encontrar uma que contorne o firewall.

    Aba Multi-Hop da Hide.me contém servidores personalizados.

    Usamos o recurso Multi-Hop da Hide.me para contornar o Grande Firewall nos nossos testes.

    O recurso mais útil da Hide.me para usuários na China é a ferramenta Multi-Hop. Você pode usá-la para estabelecer uma conexão VPN dupla com servidores de entrada e saída da sua preferência.

    É muito melhor que outras VPNs que dão a você servidores de Double VPN pré-definidos e não permitem que você customize sua conexão a esse nível.

    Logs mínimos e sede em paraíso de privacidade

    A Hide.me mantém logs mínimos de dados de conexão para fins de solução de problemas, incluindo informações sobre sua conta, endereço IP atribuídos internamente (não-público) e a quantia de dados usados durante uma sessão VPN (agregados).

    No entanto, essas informações são apagadas em intervalos de algumas horas e é improvável que sejam usadas para monitorar a atividade de navegação de um indivíduo. A Hide.me não registra os sites que você visita, seu endereço IP real ou sua localização geográfica.

    Além disso, ela não acata as solicitações governamentais para ceder dados de usuários. Para comprovar isso, ela publica relatórios anuais de transparência, que descrevem as solicitações de dados de usuários que recebeu de autoridades policiais e como não pode atender a essas solicitações por não armazenar informações identificadoras.

    A Hide.me até aceita pagamentos por Monero e Bitcoin para reduzir a rastreabilidade das suas transações e da compra do plano da VPN.

    A VPN também fica em uma jurisdição que respeita a privacidade, a Malásia. A legislação na Malásia não requer que empresas VPN mantenham logs de conexões de clientes ou atividade de rede.

    Como usar a Hide.me na China

    O aplicativo da Hide.me é simples de usar, mas tivemos vários problemas com bugs e falhas durante nossos testes.

    A Hide.me apresenta maior estabilidade na China com a configuração de dois servidores personalizados para o Multi-Hop.

    Veja como usar a Hide.me na China:

    1. Abra a Hide.me e clique na aba Localidades.
    2. Clique em Adicionar localização personalizada. Insira seu nome de tela.
    3. Copie e cole ep-de.hideservers.net e clique em Adicionar localização.
    4. Configure outra localização personalizada com ep-uk.hideservers.net. Agora você pode ver seus servidores customizado na lista.
    5. Clique na aba Multi-Hop e clique em Adicionar Multi-Hop.
    6. Selecione um dos seus servidores personalizados como o servidor de entrada e selecione seu servidor de saída. Recomendamos escolher o Japão ou Taiwan. As combinações de servidores são automaticamente salvas na aba Multi-Hop.
  3. 3. PrivateVPN: a melhor VPN barata para a China

    Taxa de sucesso de 82%. Por apenas R$ 16,70 por mês, a PrivateVPN é a VPN mais barata que funciona de forma estável na China.

    • O modo Stealth evade censores web
    • Criptografia AES-256 e política de zero log rígida
    • Kill Switch impede vazamentos de IP no Windows e no macOS
    • Aplicativos intuitivos e fáceis de usar

    • Atrasos na hora de se conectar ao servidor
    • Sem protocolo WireGuard
    • Não oferece Multi-Hop, servidores sem disco e outros recursos técnicos
    • Vaza endereço IPv6 no Linux

    Nota geral para a China: 8,4/10

    A nota geral é calculada a partir das notas das categorias a seguir. Para saber mais, leia nossa metodologia de testes para VPNs para a China.

    • 8,2/10
    • 9,1/10
    • 9,3/10
    • 9,1/10
    • 8,5/10

    A PrivateVPN é uma VPN muito segura que, consistentemente, se classifica como uma das VPNs mais confiáveis para usar na China.

    Custando R$ 10,41 por mês no plano de três anos, não é a VPN mais barata, mas é muito mais barata que a Astrill, uma das melhores VPNs para a China. No entanto, o serviço mais barato implica uma estabilidade 18% menor.

    A PrivateVPN tem servidores em cidades em Hong Kong, Taipei, Tóquio, Seul e Nova York. Ao contrário da Hide.me, entretanto, ela não disponibiliza servidores personalizados, projetados para contornar o Grande Firewall.

    A VPN é proprietária de alguns de seus servidores, identificados como IP dedicado, impedindo que terceiros interfiram com a segurança desses servidores. Ela também usa criptografia AES-256 segura, o protocolo OpenVPN e uma proteção robusta contra vazamentos de IPv4 e DNS.

    Aplicativo da PrivateVPN para Windows

    Funciona na China?Sim
    Menor preçoR$ 10,41 ao mês para três anos Ver todos os planos
    Vazamento de dadosNão
    Política de logSem logs
    JurisdiçãoSuécia (membro da Aliança 14 Olhos)
    Compatível com
    1. windowsWindows
    2. macosMac OS
    3. iosiOS
    4. androidAndroid
    5. linuxLinux

    A PrivateVPN tem ótimo custo-benefício

    O plano de três anos da PrivateVPN custa apenas R$ 10,41 por mês. Em comparação, o menor preço mensal da Astrill VPN é R$ 52,03, mais de seis vezes o valor cobrado pela PrivateVPN.

    Nossos testes na China mostraram que em 2021 a PrivateVPN teve uma taxa de sucesso de 79% para contornar o Grande Firewall. Hoje, em 2024, a PrivateVPN ainda funciona de forma bem estável com sua taxa de sucesso de 82%. Isso se deve, em grande parte, a uma implementação sofisticada da ofuscação do Shadowsocks.

     

    Política de zero log comprovada e pagamentos em Bitcoin

    A PrivateVPN coleta apenas o seu endereço de e-mail, usado para acesso. Essa informação não é vinculada a suas atividades de nenhuma forma e o armazenamento dela é uma prática comum entre a maioria das VPNs.

    Ela não coleta informações identificadoras do usuário, como seu endereço IP real, atividade de navegação, consumo de largura de banda ou data e hora.

    Você pode ainda diminuir a rastreabilidade das suas transações ao pagar com o decentralizado Bitcoin, mas a VPN não oferece a possibilidade de pagar com o Monero, como fazem a Astrill VPN ou a Hide.me.

    Por fim, a PrivateVPN também é uma das poucas que teve sua política de zero log comprovada em um evento real. Vimos documentos que comprovam que a PrivateVPN não pode acatar o pedido de autoridades policiais que solicitaram dados de usuários.

    Como usar a PrivateVPN na China

    Os aplicativos da PrivateVPN são fáceis de usar e ideais para iniciantes. Você talvez precise de um pouco de paciência para usar o aplicativo. Tivemos de esperar cinco minutos para estabelecer uma conexão no nosso último teste na China.

    Usamos o modo Stealth da PrivateVPN para contornar o Grande Firewall.

    Veja como usar a PrivateVPN na China:

    1. Abra o aplicativo da PrivateVPN e clique em Visão avançada.
    2. Nas abas à esquerda, clique em Stealth VPN.
    3. Ative o recurso Stealth VPN e selecione a porta 443 no menu suspenso.
    4. Volte ao Painel de controle e altere seu tipo de conexão para OpenVPN+TCP+443 > criptografia AES-256-CBC.
    5. Escolha um servidor. Recomendamos servidores no Japão, Taiwan, Bélgica ou o servidor dedicado em Tóquio.
  4. 4. Windscribe Grátis: a melhor VPN grátis para a China

    Taxa de sucesso de 85%. A única VPN grátis segura que funciona na China, com protocolos Stealth e WStunnel e uma rara ofuscação no iOS.

    • Sem exigência de dados de cartão e política de log privada
    • Diversos protocolos de ofuscação em todos os aplicativos
    • Kill Switch estável
    • Provedor VPN confiável

    • Limite de 10 GB
    • Política de zero log não passou por auditoria independente
    • Sede no Canadá (país Cinco Olhos)

    Nota geral para a China: 6,9/10

    A nota geral é calculada a partir das notas das categorias a seguir. Para saber mais, leia nossa metodologia de testes para VPNs para a China.

    • 8,5/10
    • 9,4/10
    • 8,7/10
    • 8,8/10
    • 9,4/10

    A Windscribe Grátis é a melhor VPN grátis que funciona na China. Além disso, é uma das VPNs disponíveis mais consistentes para usar na China (entre as grátis e pagas). Todas as versões do aplicativo (no Windows, macOS, Android e iOS) oferecem protocolos de ofuscação, segurança robusta e uma política de log confiável.

    A Windscribe Grátis conta com um limite de 10 GB e uma seleção pequena de servidores. O uso da VPN é limitado. Apesar dessas restrições, sua estabilidade faz dela a melhor VPN grátis para a China.

    A evasão de censura da Windscribe Grátis foi apenas 4% menor que a da StrongVPN no último ano, o que faz do produto uma VPN estável na China.

    Aplicativo VPN gratuito Windscribe para Windows

    Funciona na China?Sim
    Menor preçoGrátis Ver todos os planos
    Vazamento de dadosNão
    Política de logSem dados identificadores
    JurisdiçãoCanadá (Aliança Cinco Olhos)
    Compatível com
    1. windowsWindows
    2. macosMac OS
    3. iosiOS
    4. androidAndroid
    5. linuxLinux

    Seleção de tecnologia de ofuscação

    A Windscribe tem dois protocolos de ofuscação: Stunnel (chamado de “Stealth” no aplicativo) e WStunnel. O Stunnel encapsula o tráfego OpenVPN com TLS, já o WStunnel usa o WebSocket.

    Captura de tela das configurações de conexão da Windscribe, com o Modo de conexão definido como Manual, e opções de protocolo, incluindo o Stealth e o WStunnel.

    A Windscribe Grátis dá a você acesso aos dois protocolos de ofuscação no Windows e no macOS.

    Esses dois recursos garantem que o tráfego da VPN fique bem escondido entre o tráfego comum de internet.

    A Windscribe é a única VPN grátis que já vimos que oferece um acesso constante a tanto a Netflix do Reino Unido e o BBC iPlayer. Por isso, ela é uma boa opção para assistir a séries e filmes bloqueados na China.

    A capacidade de desbloqueio de serviços de streaming internacionais de qualquer lugar também justifica a classificação da Windscribe paga como a melhor VPN para a Singapura.

    Uma VPN para a China segura e confiável

    Encontrar uma VPN grátis confiável que funcione na China não é fácil. Nossos testes identificaram diversas VPNs instáveis ou perigosas que funcionam temporariamente na China, mas essas VPNs muitas vezes são incapazes de realmente proteger seus dados.

    De acordo com nossos últimos testes, o melhor servidor da Windscribe para a China é o servidor Hong Kong, Victoria. Está disponível na versão grátis e premium do aplicativo.

    Nos últimos três meses, a Windscribe Grátis contornou com sucesso o firewall da China 86% das vezes com esse servidor.

    Como usar a Windscribe na China

    Os aplicativos de desktop da Windscribe contam com uma interface intuitiva. Você pode ativar recursos e alternar entre protocolos em questão de segundos.

    Usamos a Windscribe Grátis para acessar o Facebook e o Medium na China.

    Veja como usar a Windscribe na China:

    1. Abra o aplicativo da Windscribe. No menu à esquerda, vá para as preferências.
    2. Na aba de conexões defina o modo de conexão como manual.
    3. No menu suspenso, selecione Stealth ou WStunnel.
    4. Caso tenha problemas de conexão, passe para o outro protocolo.

Quais VPNs grátis ainda funcionam na China?

Como descrevemos acima, a Windscribe é a única VPN grátis segura que funciona na China. Ela funcionou 85% do tempo nos nossos testes, tem um protocolo confiável (o WStunnel), e um Kill Switch eficaz.

A Windscribe desbloqueia o YouTube na China no dia 19 de abril de 2023.

A Windscribe Grátis continua a ser a melhor VPN grátis para a China.

Anteriormente, recomendávamos o PrivadoVPN Grátis e o Atlas VPN Grátis como VPNs gratuitas seguras que funcionam na China.

No entanto, a situação mudou para o PrivadoVPN desde setembro de 2022. Agora, os dados gratuitos precisam ser recarregados manualmente, o que cria um problema, porque você precisa abrir uma janela bloqueada pelo Grande Firewall.

Da mesma forma, o Atlas VPN Grátis não recarrega os dados gratuitos automaticamente desde novembro de 2022 e não pode ser mais usado na China.

Continuaremos a testar as VPNs grátis, incluindo o PrivadoVPN Grátis e o Atlas VPN Grátis, para identificar serviços seguros que voltem a funcionar na China.

A maioria das VPNs grátis simplesmente não funcionam na China porque é difícil e caro desenvolver tecnologias de ofuscação sem um modelo de assinatura pago. Desde a última atualização do Grande Firewall no fim de 2022, esse processo ficou ainda mais complexo.

NOTA: nossas investigações revelaram que várias VPNs grátis populares são secretamente controladas por empresas chinesas, representando um risco à sua privacidade. Em um estudo, descobrimos que metade dos aplicativos VPN na App Store de Taiwan de melhor classificação têm vínculos de propriedade com a China continental.

Resultados completos dos testes de VPNs para China

Estamos sempre coletando dados ao testar VPNs no nosso servidor de teste em Xangai. A tabela abaixo demonstra a eficácia de VPNs populares para acessar sites bloqueados na China continental.

Anos de testes de VPNs para a China nos ensinaram que muitas vezes é necessário seguir instruções muito específicas e ativar certos recursos para contornar o Grande Firewall, mesmo com uma VPN eficaz.

A tabela acima inclui as melhores dicas que agregamos durante os anos para usar VPNs para a China.

O gráfico abaixo resume o desempenho de 15 VPNs populares nos nossos testes na China nos últimos 12 meses:

Gráfico de barra demonstrando o sucesso das VPNs em contornar a censura online da China.

Clique para visualizar uma versão ampliada do nosso gráfico de barras.

Ao contrário do que vários sites alegam, nossos testes confirmam que a ExpressVPN e a NordVPN não são mais opções estáveis para a China. Infelizmente, elas não funcionam na maioria do tempo, como explicaremos mais detalhadamente abaixo.

VPNs que não funcionam na China

Testamos 65 VPNs na China e a maioria não funciona. Isso inclui algumas das melhores e mais populares VPNs.

Isso acontece porque o governo chinês ativamente se esforça para identificar e bloquear conexões VPN não oficiais.

Para uma VPN funcionar na China, ela muitas vezes precisa, no mínimo, de ferramentas de ofuscação ou protocolos Stealth. A maioria das VPNs que funcionam na China dedicam muito esforço e investimento para contornar a censura.

Abaixo, listamos as VPNs populares que não recomendamos mais para a China após a atualização do Grande Firewall em novembro de 2022.

Private Internet Access (PIA)

Do que não gostamos: a PIA já foi a melhor VPN de preço acessível para a China, mas foi afetada pela atualização do fim de 2022 do Grande Firewall. Nos últimos três meses, a taxa de sucesso na China dela passou de 100% a 57%.

ExpressVPN

Do que não gostamos: a ExpressVPN já foi uma das melhores VPNs para a China devido a sua ofuscação integrada, mas foi gravemente afetada pela atualização do fim de 2022 do Grande Firewall e não retornou aos níveis anteriores de desempenho.

NordVPN

Do que não gostamos: a NordVPN não funciona mais na China no Windows. Há uma versão especial do aplicativo que costumava funcionar, mas a taxa de sucesso da NordVPN na China no nosso laptop Windows foi de menos de 10% no último ano.

A VPN tem um macete de conexão manual para a China no Android, iOS e macOS, mas isso também foi bloqueado recentemente. É uma configuração manual um tanto complicada e que usa IKEv2, que não é o protocolo mais seguro.

AtlasVPN Grátis

Do que não gostamos: após a atualização de novembro de 2022 do Grande Firewall, os 5 GB de dados gratuitos do AtlasVPN não são mais recarregados, ou seja, não conseguimos nos conectar a um servidor e usar o AtlasVPN na China.

Confira uma lista de outras VPNs populares que nunca, ou raramente, funcionam na China:

  • CyberGhost
  • HideMyAss
  • IPVanish
  • Mullvad
  • Surfshark
  • Proton VPN
  • TunnelBear
  • VyprVPN

O Grande Firewall da China

O Grande Firwall da China

O Grande Firewall da China (GFW) é o apelido dado ao sistema de censura da internet na China, que funciona por meio de uma legislação e tecnologias de filtragem da internet.

Desde 2003, o GFW dá às autoridades chinesas o poder de monitorar e restringir o acesso à internet na China continental (Hong Kong e Macau são exceções).

O Grande Firewall regula e censura a internet ao limitar, desacelerar ou bloquear completamente o acesso a sites, aplicativos ou serviços web específicos.

Ao contrário da censura online em outros países, o Grande Firewall da China existe desde os primórdios da internet. Consequentemente, ele é integrado à infraestrutura básica da internet do país.

O Grande Firewall usa um conjunto de cinco métodos para bloquear sites e aplicativos:

  1. Bloqueio de IP: bloqueia endereços IP que acessam URLs (sites) específicas.
  2. Spoofing de DNS: redireciona tráfego de um site para outro, o que, na prática, bloqueia o seu acesso ao site ou aplicativo desejado.
  3. Filtragem de palavras-chave e URLs: faz a varredura de sites e URLs em busca de termos específicos.
  4. Inspeção profunda de pacotes (DPI): inspeciona cabeçalhos de pacotes de dados para detectar o endereço IP (site) de destino.
  5. Ações manuais: as autoridades chinesas têm uma equipe para a censura de conteúdo proibido com milhares de funcionários.

O GFW é uma operação múltipla e complexa, e o Partido Comunista da China (o partido no poder) mantém um alto sigilo sobre o funcionamento da censura da internet no país.

Ao combinar essas tecnologias e fazer a atualização constante dos métodos e infraestrutura, a China conseguiu construir o sistema de censura online mais eficaz e dinâmico do mundo.

O Grande Firewall bloqueia todas as VPNs?

O Grande Firewall ativamente bloqueia conexões VPNs, mas não consegue bloquear todas as VPNs.

O governo chinês bloqueia VPNs em algum nível desde 2011, mas esse processo foi intensificado a partir de 2017 e do início de 2018.

Durante esse período, o governo chinês demandou que a App Store da Apple removesse todos os aplicativos de VPN e ameaçou bloquear todas as VPNs sem aprovação do governo.

Ainda que não tenha tido sucesso em bloquear todas as VPNs, muitas das populares ficaram inutilizáveis.

Até mesmo as VPNs com as ferramentas de ofuscação mais eficazes por vezes sofrem com a censura do Grande Firewall.

Durante períodos de agitação política, ou até mesmo durante datas importantes como o 4 de junho, o governo chinês aplica uma repressão mais dura a VPNs. Conectar-se a um servidor VPN será mais difícil, mas as melhores VPNs geralmente encontram soluções relativamente rápido.

Como as melhores VPNs superam o Grande Firewall?

As VPNs criptografam o seu tráfego de internet para que o Grande Firewall não consiga ver o que está tentando acessar online.

O tráfego criptografado é roteado por um servidor VPN em outro país antes de chegar no site ou serviço que quiser acessar. Assim, você também impede que o Grande Firewall saiba o destino do seu tráfego de internet.

Os censores chineses aprenderam a identificar algumas conexões VPNs.

Ao usar a inspeção profunda de pacotes, os censores podem ver certos indícios de tráfego VPN, como as características específicas de protocolos VPN.

Dessa forma, as VPNs mais estáveis para a China agora usam uma tecnologia de ofuscação para embaralhar o tráfego VPN e deixá-lo com aparência de um tráfego HTTPS de internet normal. Isso ajuda os dados a permanecerem indetectáveis.

A PrivateVPN em funcionamento na China

A PrivateVPN usa ofuscação para desbloquear o YouTube na China.

Mesmo com a ofuscação, o Grande Firewall ainda consegue bloquear alguns servidores VPN ao criar uma lista com faixas de endereços IP associados.

Isso significa que um dia, um servidor VPN pode funcionar e depois parar de funcionar no dia seguinte. Talvez precise testar alguns servidores diferentes caso isso aconteça.

O que é ofuscação de VPN?

Uma tecnologia de ofuscação VPN camufla o seu tráfego VPN para que se pareça com outros tipos de tráfego online. A criptografia VPN normal impede que terceiros leiam o seu tráfego, mas a ofuscação impede que eles saibam que esse é um tráfego VPN.

Uma VPN que ofereça tecnologia de ofuscação irá permitir que você selecione um protocolo de ofuscação no menu de configurações.

Sem a ofuscação, o Firewall da China irá detectar o tráfego da VPN (por meio da inspeção profunda de pacotes) e bloqueá-lo.

inspeção profunda de pacotes em uma conexão VPN. A VPN conta com ofuscação e, por isso, não pode ser detectada por censores.

VPNs usam métodos de protocolos de ofuscação para embaralhar dados VPN e fazer parecer que são um tráfego HTTPS web normal.

As maneiras mais comuns de ofuscar seu tráfego VPN são:

  1. XOR: também conhecido como OpenVPN Scramble, o XOR é um algoritmo de criptografia frequentemente utilizado para camuflar o tráfego OpenVPN.
  2. Obfsproxy: projetado pela rede Tor network, o Obfsproxy adiciona uma camada a mais de criptografia no tráfego OpenVPN com a camada “obfs4”.

Às vezes, protocolos de ofuscação também são conhecidos como protocolos “Stealth” ou de “camuflagem”. Todas as VPNs recomendadas acima usam protocolos de ofuscação.

Consigo contornar o Grande Firewall sem uma VPN?

Há outras ferramentas de evasão que podem desbloquear sites e aplicativos na China, mas eles geralmente não são tão eficazes quanto VPNs.

A maioria das alternativas a VPNs não protegem sua privacidade e podem não funcionar.

Veja abaixo uma lista de cinco ferramentas de evasão que podem funcionar na China:

  1. Proxies (Shadowsocks): uma opção é usar um servidor proxy, que mascara seu endereço IP, mas não criptografa seu tráfego de internet. Isso significa que o seu provedor de internet, ou o governo chinês, conseguirá ver o que você faz online. O proxy mais eficaz para a China se chama Shadowsocks, que usa o protocolo de internet SOCKS5. Muitas VPNs, na verdade, incorporam o Shadowsocks em seus protocolos de ofuscação.
  2. Lantern: Lantern é um tipo de software ponto a ponto (P2P) projetado especificamente para contornar filtros na Web e foi criado com financiamento do governo aos EUA. Ele utiliza voluntários em países com uma internet mais aberta, que compartilham a largura de banda com usuários em países de alta censura. O Lantern não é uma ferramenta de anonimato, por isso, não se esqueça que a sua atividade web ainda pode ser vista por outros.
  3. Sites espelho: alguns sites têm cópias ou “espelhos” para caso o original seja bloqueado pelo Grande Firewall. Desde que o site espelho permaneça desbloqueado, usuários na China ainda podem acessá-lo.
  4. TOR: o The Onion Router (Tor) é um navegador gratuito que anonimiza sua atividade na internet ao rotear o tráfego web por meio de uma rede de servidores aleatórios. Ainda que o Tor seja uma opção mais segura que usar servidores proxy ou sites espelho, ele oferece algumas desvantagens significativas. Primeiramente, o Tor é muito mais lento que VPNs. Ele é muito anônimo, mas não é muito seguro, ou seja, você precisa pesquisar um pouco para saber como usá-lo com segurança. A China também ativamente bloqueia o acesso ao Tor, por isso, você precisa alterar as configurações avançadas do navegador e usar pontes para desbloquear sites. Na verdade, é bem provável que você simplesmente não consiga fazê-lo funcionar.
  5. FreeBrowser: o FreeBrowser é um navegador web gratuito para dispositivos Android com uma tecnologia de evasão integrada. É utilizado por mais de 100.000 usuários Android, mas as avaliações de usuários são conflitantes. Não passa de um navegador web, por isso, o tráfego de internet fora dele será bloqueado (ou altamente restrito) na China.

Quais sites são bloqueados na China?

Vários sites e aplicativos populares de todo o mundo são bloqueados na China, mas a censura varia diariamente e entre regiões.

A Google Play Store não está disponível na China e a App Store da Apple segue as leis chinesas. Isso significa que é altamente restrita e não disponibiliza aplicativos VPN.

Alguns dos sites e serviços mais populares indisponíveis na China incluem:

  • Google (bloqueado desde 2014)
  • YouTube (bloqueado desde 2011)
  • Facebook (bloqueado desde 2009)
  • Twitter (bloqueado desde 2009)
  • Instagram (bloqueado desde 2014)
  • WhatsApp (bloqueado desde 2017)
  • Skype (bloqueado desde 2017)
  • Pinterest (bloqueado desde 2017)

A China bloqueia o acesso a sites VPN 73% do tempo. Por isso, é importante que você configure seus aplicativos VPN antes de viajar.

Caso esteja usando um dispositivo Android, você pode baixar arquivos APK diretamente do site de algumas VPNs, ainda que possam ser bloqueados.

Captura de tela da página de configuração da ExpressVPN com links para baixar a versão APK do aplicativo.

A ExpressVPN oferece um arquivo APK para uma instalação direta.

Tome cuidado ao baixar esse tipo de arquivo de sites terceiros, no entanto, já que pode estar infectado com malware.

O Grande Firewall também pode bloquear o acesso a tudo que exija acesso à internet. Isso inclui e-mail (caso use Gmail) e aplicativos móveis bloqueados.

Se o aplicativo móvel precisar se conectar a um site ou serviço bloqueado para ser executado, ele não irá funcionar na China.

VOCÊ SABIA? Use a nossa ferramenta para o Grande Firewall da China para testar quais sites estão bloqueados na China em tempo real.

As VPNs são ilegais na China?

Apenas o uso das VPNs aprovadas pelo governo é permitido na China. Todas as VPNs precisam ser sancionadas oficialmente pelo Partido Comunista Chinês (PCC) antes de serem autorizadas a operar no país.

Para receber essa autorização, VPNs precisam concordar com certas condições, como registro de logs e compartilhamento de dados com autoridades locais, inutilizando a VPN para fins de privacidade.

Usar uma VPN não autorizada pode, em tese, acarretar multas de até 15.000 yuans (cerca de $ 2,200). No entanto, são raros os casos em que usuários de VPN são realmente intimados ou multados (especialmente estrangeiros).

Caso escolha uma VPN legítima, segura e protegida para a China, é altamente improvável que as autoridades consigam identificar seu tráfego VPN. Caso isso aconteça, você dificilmente terá algum problema caso a utilize.

É importante não usar uma VPN insegura com criptografia e segurança de baixa qualidade. Esse tipo de VPN provavelmente deixará sua atividade exposta.

Como testamos VPNs para a China

Analisamos diversos fatores decisórios essenciais ao testar as VPNs mais seguras e estáveis para a China.

Para uso na China, verificamos:

  • A capacidade de contornar o Grande Firewall em um servidor em Xangai.
  • Criptografia AES-256, OpenVPN e outros protocolos de conexão seguros.
  • Tecnologia de ofuscação eficaz de tráfego.
  • Altas velocidades internacionais na China.
  • Servidores VPN na China continental ou países próximos.
  • Servidores especializados para contornar a censura chinesa.
  • Compatibilidade específica para a China (como links adicionais para o download do aplicativo).
  • Nenhum vínculo ao governo chinês ou empresas do país.

A tabela abaixo apresenta como as VPNs mais eficazes e estáveis na China se saíram nas nossas principais categorias de tese:

Aplicamos uma redução na nota geral de VPNs com limite de dados.

Veja um detalhamento de exatamente o que testamos ao recomendar VPNs para a China, juntamente com o peso de cada categoria na nota geral:

1. Taxa de sucesso na China: 70%

Requisito mínimo: mais de 50% de taxa de evasão de censura na China.
Nossa recomendação: mais de 70% de taxa de evasão de censura na China.

O teste mais importante para uma VPN na China é se ela consegue contornar o Grande Firewall, um nome dado à infraestrutura da censura web na China.

Usamos um PC Windows 10 virtual instalado em um servidor próximo a Xangai para identificar se uma dada VPN funciona ou não na China.

Nossos especialistas usam esse servidor para, manualmente, testar 19 VPNs populares semanalmente e monitorar o percentual de sucesso dos últimos três e 12 meses. Dessa forma, conseguimos registrar melhoras e quedas na capacidade da VPN de contornar a censura estatal na China.

Ao testar uma VPN, tentamos nos conectar a um servidor fora da China continental usando todos os protocolos disponíveis em diversos servidores.

Como parte desse processo, também seguimos instruções adicionais da VPN em si, incluindo baixar versões especiais dos aplicativos. Essas geralmente são obtidas nos sites das VPNs ao interagirmos com atendimento ao cliente por meio de chat ao vivo ou e-mail.

Acreditamos que essa é a forma mais acertada de prever o desempenho a longo prazo de uma VPN na China de fora do país.

O percentual de sucesso de cada VPN nos últimos 12 meses é o que determina a nota dessa categoria. Por exemplo, se ela funcionar 82% do tempo, terá uma nota de 8,2/10.

2. Tecnologia de ofuscação: 5%

Requisito mínimo: inclui a opção de ofuscação ativa.
Nossa recomendação: funcionalidade OpenVPN XOR ou Stunnel.

Ainda que os resultados dos testes sejam o fator que realmente indica se uma VPN funciona ou não na China, a tecnologia de ofuscação também pode dar a você uma ideia de se a VPN funciona no país.

A tecnologia de ofuscação irá camuflar seu tráfego VPN como tráfego normal e ajudar você a contornar firewalls e bloqueios de VPN. Há diversos formatos dessa tecnologia, como protocolos Stealth, servidores ofuscados e opções de proxy.

OpenVPN Stunnel, XOR Scramble e proxies Shadowsocks são algumas das técnicas de ofuscação mais eficazes. Algumas VPNs, como a Astrill e a NordVPN, também oferecem seus próprios protocolos de ofuscação proprietários.

A tecnologia de ofuscação é essencial caso você seja residente permanente de um país sob censura online, por isso também consideramos nossas classificações para a Rússia e a Turquia.

3. Política de privacidade e log: 5%

Requisito mínimo: política de privacidade clara com logs anônimos.
Nossa recomendação: uma política rigorosa de zero log.

Você não deve usar uma VPN que registra data e hora, endereço IP ou qualquer outra informação que pode ser usada para identificar você e sua atividade de internet.

É especialmente importante caso viaje ou more na China, porque as VPNs não autorizadas são completamente bloqueadas pelo governo do país.

As VPNs conseguem registrar todas as suas informações e atividades online sigilosas. E podem levar você a ser preso caso as autoridades descubram que infringiu as leis do país.

O mais importante é que, sob hipótese nenhuma, você deve usar uma VPN baseada na China, ou que tem vínculos a empresas chinesas ou ao governo do país. Nas nossas pesquisas, revelamos que 10 dos aplicativos VPN móveis mais populares nos EUA são de propriedade chinesa e que quatro outros tinham vínculos com o país asiático.

Ao buscar pela melhor VPN para a China, analisamos detalhadamente a política de privacidade e estrutura proprietária de VPNs com o melhor desempenho na China. Fizemos questão de desqualificar qualquer VPN com vínculos a empresas na China continental e ao governo do país.

4. Velocidade: 10%

Requisito mínimo: velocidades de download de mais de 60 Mbps em conexões a países próximos.
Nossa recomendação: conexões de longa distância de 70 Mbps ou mais.

O Grande Firewall frequentemente implementa limitação de largura de banda para censurar páginas web criadas fora da China. Caso isso ocorra, você verá uma mensagem de erro que diz que o seu servidor levou tempo demais a responder.

Sempre testamos as velocidades locais a partir dos EUA e as velocidades de download internacional em conexão à Austrália, Singapura e ao Reino Unido.

Após registrar as velocidades em conexão a uma VPN, as comparamos com velocidades sem o uso de uma VPN para definir o percentual da redução.

As melhores VPNs implicam uma perda de velocidade mínima em conexão a servidores no mesmo continente. É provável que quanto mais distante for o servidor a que se conectar, mais lentas serão suas velocidades de internet.

5. Servidores próximos à China: 10%

Requisito mínimo: servidores na Ásia ou na Costa Oeste dos EUA.
Nossa recomendação: diversos servidores ofuscados na Ásia e na Costa Oeste dos EUA.

VPNs que se esforçam para contornar o Grande Firewall precisam oferecer servidores em países próximos para entregar altas velocidades.

Servidores em países asiáticos próximos, especialmente em Hong Kong, são geralmente a melhor opção para boas velocidades. Também testamos servidores em Singapura, Japão, Tailândia, Coreia, Vietnã, entre outros.

Servidores na Costa Oeste dos EUA também oferecem boas velocidades na China. Também são ideais para acessar serviços de streaming dos EUA, como a Netflix e o Hulu.

 

Penalização para limite de dados: redução de até 50%

Quase todas as VPNs grátis implementam um limite de dados. Assim como a maioria das limitações de VPNs grátis, é uma medida usada para encorajar usuários a adquirirem um plano pago.

Se você atingir o limite de dados, o restante da sua atividade de internet passará fora do túnel VPN. Consequentemente, seu provedor de internet pode monitorar as páginas web que visita e não conseguirá acessar sites bloqueados na China.

Aplicamos uma redução na nota geral para a China da VPN a depender do limite de dados:

  • Largura de banda ilimitada: nenhuma redução na nota geral
  • 10 GB por mês: -20% da nota geral
  • 500 MB por dia: -25% da nota geral
  • 5 GB por mês: -30% da nota geral
  • 1 GB por mês: -35% da nota geral
  • 200 MB por dia: -40% da nota geral
  • 500 MB por mês: -50% da nota geral

Perguntas frequentes sobre VPNs para a China

Por que a minha VPN é lenta na China?

Ao contrário da internet de outros países, há bem poucos pontos de saída ou entrada na internet chinesa. Isso significa que conexões locais são muito mais rápidas que as internacionais.

Caso esteja na China e em conexão a sites ou serviços fora do país, muito possivelmente, suas velocidades de internet serão muito mais lentas.

A maioria das VPNs diminuem as velocidades da sua internet em algum nível devido à quantidade de dados utilizados na criptografia e ao fato que o tráfego é repassado pelo servidor VPN. Ainda assim, as VPNs mais rápidas irão afetar suas velocidades em apenas 5-10% caso se conecte a um servidor próximo.

A tecnologia de ofuscação necessária para VPNs funcionarem na China também diminui, minimamente, as suas velocidades. Sendo assim, as conexões VPN na China são um pouco mais lentas que as conexões VPN fora do país.

Você pode obter as melhores velocidades possíveis ao se conectar ao servidor VPN mais próximo. No geral, os melhores são os servidores localizados em Hong Kong ou Singapura, mas nem sempre. Você precisa fazer algumas tentativas para encontrar o servidor mais rápido.

As mídias sociais são bloqueadas na China?

Muitos dos sites bloqueados na China são de mídias sociais. Isso significa que você não conseguirá acessar esses serviços em aplicativos móveis sem uma VPN.

As mídias sociais bloqueadas incluem:

  • WhatsApp
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram

Alguns sites de mídias sociais não são bloqueados na China. Você ainda consegue acessar:

  • LinkedIn
  • Weibo
  • Renren
  • YouKu

O Github também está disponível na China, e já foi usado como uma plataforma de dissidência e para se comunicar com a internet irrestrita.